Klara Castanho no Altas Horas fala, pela 1ª vez sobre estupro. gravidez e adoção

Publicado em:

03/03/2023

Klara Castanho no programa "Altas Horas", com Serginho Groisman e Sandra Annenberg, fala, pela 1ª vez sobre abuso que sofreu.
Klara Castanho no "Altas Horas", com Serginho Groisman fala, pela 1ª vez sobre abuso (FOTO Rep./TV Globo)

Seginho Groisman recebe Klara Castanho no altas horas, que faz depoimento emocionado

Na gravação do programa “Altas Horas” , Klara Castanho falou sobre estupro, gravidez a adoção.

Esta etapa difícil da sua vida, se tornou pública contra a sua vontade.

Ela desabafou para o público de Serginho, que a acompanhou emocionado.

Estavam presentes:

  • Sonia Guajajara, ministra dos povos originários
  • A jornalista Sandra Annenberg e
  • Tina Calambra, ex BBB
Klara Castanho no Altas Horas, com Serginho Groisman e Sandra Annenberg, fala, pela 1ª vez sobre abuso que sofreu.
Klara Castanho no Altas Horas, com Serginho Groisman, Sandra Annenberg, Sonia Guajajara (FOTO Rep./TV Globo)

Patrícia Kogut, em publicação no Jornal “O Globo”, reproduziu as falas de Klara:

“Foi um período de recolhimento voluntário depois de tudo o que aconteceu no ano passado. Depois que vim a público, de novo, de forma forçada, eu denunciei todos os crimes aos quais fui submetida. Todos, sem nenhuma exceção.

Provavelmente ela se refere tanto ao estupro, quanto à invasão em sua vida, num momento tão difícil.

Serginho Groisman tem uma forma gentil e divertida de receber seus convidados, e com Klara não deverá ser diferente. Ele falou sobre a vinda da atriz:

“Ela diz que escolheu o ‘Altas horas’ pelo acolhimento que o programa permite. Falou sobre como foi forçada a expor sua vida privada e fez uma reflexão muito madura sobre as redes sociais. Aquela menina de 22 anos virou uma mulher com fala firme e segura”.

Klara Castanho no ‘Altas Horas’, com Serginho Groisman, fala pela 1ª vez sobre o abuso que sofreu (FOTO Rep./TV Globo)
Klara Castanho escolheu o ‘Altas Horas’ para, pela 1ª vez, falar sobre o abusos que sofreu (FOTO-Rep./TV Globo)

Klara foi estuprada, engravidou e, quando teve o bebê, entregou imediatamente para adoção.

Para agravar o problema, este assunto, traumático para Klara, foi exposto publicamente.

Como este assunto vazou?

A hipótese mais provável é que a informação partiu de uma enfermeira, que a repassou ao jornalista Leo Dias, que por sua vez passou para a youtuber Antonia Fontenelle.

Klara, estando dentro de um hospital, teve sua vida exposta, e pediu que o caso fosse investigado. De forma inesperada, o Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) arquivou a denúncia realizada pela atriz. Nada foi apurado e ninguém foi punido.

O Conselho não constatou a participação de nenhum profissional de enfermagem em relação ao vazamento de quaisquer informações sigilosas de pacientes“. 

Na nota enviada à imprensa, alegam que não foi possível identificar que um profissional da área atuou no vazamento das informações:

“O conselho seguiu todos os ritos processuais, solicitou documentos à instituição hospitalar e convocou os profissionais do plantão à época do fato denunciado, porém não constatou a participação de nenhum profissional de enfermagem em relação ao vazamento de quaisquer informações sigilosas de pacientes, o que levou ao arquivamento do processo. Até o momento, o Coren-SP também não recebeu denúncia por parte da atriz quanto ao tema”.

A partir da informação (da enfermeira?) Leo Dias, numa participação no programa “The Noite”, criou uma expectativa por uma notícia sobre a qual ainda não podia falar:

  • Havia uma história que ele estava doido para contar, mas não podia,
  • Envolvia uma atriz,
  • Era muito pesada, muito densa,
  • O carma vai ser grande.

Não demorou muito, e Antônia Fontenelle, falou no seu Youtube sobre o caso:

“Tratasse de uma atiz da TV Globo, 21 anos de idade, segundo ele (Leo Dias), tudo que ele descobriu, as informações do hospital, o enfermeiro que ligou, um monte de coisas”.

Criado o suspense inicial ela continuou:

“Essa menina de 21 anos, engravidou, escondeu a gravidez, inclusive trabalhou durante a gravidez, pariu o filho dela e, segundo a informação que ele tem, pediu que o hospital apagasse a entrada dela no hospital, e pediu que não queria ver o filho, mandou (aqui ela faz gestos com as mãos mandando embora) dar o filho. TIRA, não quero ver”.

Achando que conseguiu que o público entrasse no clima, foi adiante:

“Prestem atenção ao resto da história. Leo Dias ligou para ela, e disse: ‘explica isso que eu vou dar esta notícia’. Ela chorou e disse que se mataria se a notícia vazasse, e que isso aconteceu porque foi vítima de estupro”.

A partir daqui, as críticas de Antônia vão ficando mais ácidas:

“A religião dela não permite que abortasse, mas a religião permite que ela parisse uma criança, e fala que não quer saber, não quero ver, tira de mim, e aí a coisa que mais me doeu, eu falei cadê esta criança, pelo amor de Deus, se for o caso eu crio, ou procuro alguêm que queira criar essa criança. Essa criança não pode ser jogada fora”.

Agora que se colocou com a bondade personificada, Antônia prossegue:

“Segundo Leo Dias, a mãe dela sabe dessa história, porque a mãe foi buscar ela no hospital. Aí eu fico pensando, se esta criança não foi encaminhada para uma adoção, para uma família decente, o negócio fica bem complicado.”

Uma pessoa que pagou, segundo informações, R$ 50 mil para parir no particular, 1º ela tem dinheiro, poderia criar essa criança, 2º se é vítima de estrupo porque no dia seguinte não foi tomar providências para nao deixar virar um feto, …. uma vez que é contra o aborto”.

Antônia chega ao final de sua condenação:

“Resumindo esta ópera, cada um tem uma explicação, mas na hora de abortar e matar uma vida, ceifar uma vida…..”

E para por aí, sem citar nomes, mas fornecendo informações que facilmente levaram até Klara Castanho.

A falta de humanidade foi gritante. Em nenhum instante Antônia procurou se aprofundar na matéria, preferindo o sensacionalismo:

  • Quem foi o estrupador?
  • Qual foi a situação em que se deu e porque Klara não denunciou?
  • Porque a gravidez não foi interrompida? Religião ou outro motivo?
  • Qual o estado emocional de Klara?
  • Quem foi a família que adotou o bebê?

Agressividade e ofensas para gerar audiência. Que baixo nível.

Antonia Fontenelle em seu YouTube falando de Klara Castanho, tornando públicas as informações passadas por Leo Dias
Antonia Fontenelle no YouTube fala de Klara Castanho, c/ informações passadas por Leo Dias (FOTO Rep./YouTube)

Em carta aberta, Klara Castanho se pronuncia sobre sua dor e sofrimento. Seu choque pelo que passou e a exposição de sua intimidade neste momento.

Antonia Fontenelle em seu YouTube falando de Klara Castanho, tornando públicas as informações passadas por Leo Dias
Antonia Fontenelle no YouTube fala de Klara Castanho, com informações passadas por Leo Dias (FOTO Rep.YouTube)

Aceitar o convite de Serginho Groisman para, pela primeira vez falar sobre seu drama, foi uma escolha acertada de Klara Castanho. Além do apresentador ser “acolhedor”, recebe seus convidados com carinho, interesse e, buscando dar notícia e, lógico ter audiência, Serginho respeita a história de cada pessoa que está com ele no programa. E o público presente participa dentro do mesmo ritmo, se emocionando e se divertindo.

A enorme diferença entre a abordagem de Serginho e Antônia explica a enorme diferença do sucesso de cada um.

Veja o vídeo de Antônia clicando aqui.

Veja mais sobre televisão clicando aqui.

Compartilhe:

Você também vai gostar

Joana Sanz e Daniel Alves estavam juntos há 8 anos, com a condenação por estupro o que vai acontecer com o casamento?

Mulher de Daniel Alves desabafa após condenação do jogador, amor e coração ferido

Luana Piovani, acompanhada das apresentadoras do Podcasr PodDelas, conta sobre assédio de diretor da Globo

Luana Piovani relata episódio de assédio envolvendo diretor da Globo

Xuxa fez uma homenagem ao Davi do BBB 24, usando uma camiseta com "Calma Calabreso"

Calma Calabreso! Xuxa arrasa no navio e faz homenagem a Davi do BBB 24

Rolar para cima